Go to the top

Intel mostra foco na indústria de inteligência artificial

LoFrano / Blog, Inteligência Artificial, Tecnologia, Tecnologias Emergentes / 0 Comments

Maior fabricante de processadores do mundo (Intel) mostrou que seu foco na indústria de Inteligência Artificial (IA) é coisa séria. A empresa anunciou a aquisição da startup Vertex.ai, de Seattle, Estados Unidos.

Os valores desta transação possivelmente devido à política de empresas multinacionais não foram divulgados, no entanto, agora a Vertex se junta à Mobileye, Nervana e Movidius, outras startups que já foram compradas por ela.

Vertex.ai

Fundada em 2015 por Jeremy Bruestle e Choong Ng, a Vertex.ai tinha como principal objetivo, criar uma ponte entre hardware e software voltada à inteligência artificial.

Expansão

Agora, com as quatro empresas compondo a grade, o portfólio da Intel no ramo da IA está expandindo: a Vertex permanecerá desenvolvendo a plataforma PlaidML de aceleração multilinguagem.

Em nota, a companhia declara: “A Intel anuncia a aquisição da Vertex.ai, uma startup baseada em Seattle e focada em ferramentas de compilação de aprendizado aprofundado e tecnologias relacionadas.

Com essa aquisição, a Intel obtém uma equipe experiente e propriedade intelectual suficientemente flexível para uma maior competitividade na indústria de deep learning. Detalhes adicionais e valores transacionais não serão divulgados”.

Inteligência Artificial

Nas telonas

A Intel também foi assunto recentemente através do novo longa de ficção científica “Megatubarão”, que estreou no início de agosto.

Utilizando o hardware de inteligência artificial, a Warner Bros. Pictures e a Gravity Pictures deram vida ao Megalodon, o tubarão pré-histórico de 20 metros de comprimento.

Ele foi criado pela Scanline VFX empregando o software Ziva VFX, e foi projetado em tempo recorde com precisão realista, que inclui os movimentos realizados dentro da água, bem como a aparência de seus músculos, junção essa que proporciona uma experiência única para o público de todo o mundo.

Em entrevista, a chefe de marketing de IA da Julie Choi, afirma que o trabalho da empresa é voltado diariamente para a produção de coisas incríveis.

“É emocionante ver os nossos processadores Xeon Scalable sendo usados para levar o tubarão Megalodon às telas dos cinemas”.

Essa linha de processadores Xeon Scalabe permitiu que o “sistema de física” (algoritmo de IA que automatiza os movimentos das criaturas como o Megalodon) fosse acelerado, e a Scanline também utilizou o Xeon para processar as cenas do filme, economizando tempo e permitindo a produção de outras opções de imagens.

Comentários

Comentários

Faça um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.