Go to the top

Na tecnologia, na ciência e no espaço [Mulheres]

LoFrano / Cotidiano / 0 Comments

Hoje, as mulheres comemoram um dia especial que marca além de muitas vitórias, muitos anos de luta (que ainda não acabaram). Existem desafios na internet e no ramo TECH, mas há reconhecimento também.

Dia de homenagear

Em homenagem, o Google utilizou um Doodle em sua página inicial. A tradicional logomarca do buscador foi trocada por um letreiro que agrupa em vários idiomas, a palavra Mulher. Quando você pressiona o botão PLAY, surge uma apresentação com slides recheados de citações de famosas artistas internacionais, tais como Yoko Ono, Mary Kom Clarice Lispector. Já as ilustrações, foram criadas por designers (mulheres) de vários países, integrando ainda, uma profissional brasileira.

Mulheres são de Vênus?

“Marcianos dão muita importância ao trabalho, à competência, às conquistas. Venusianas gostam de conversar para criar relações e compartilhar sentimentos”. Quem nunca ouviu falar do livro Homens São de Marte; Mulheres São de Vênus, de John Gray?

Pensando nele (ou não), uma notícia de outra galáxia foi publicada no mês das mulheres: a NASA anunciou que realizará, pela primeira vez, uma caminhada espacial (ou spacewalk) apenas com mulheres.

E não se trata apenas de uma voltinha com as amigas pelo espaço para se divertir. Na verdade, a missão envolve muitos perigos e desafios como por exemplo, reparos na Estação Espacial Internacional (ISS).

Neste caso, a previsão é de que a caminhada ocorra no dia 29 de março, e as astronautas que irão participar desse “passeio” são Anne McClain e Christina Koch. As principais cabeças da equipe também serão mulheres, tudo isso fazendo jus ao tema do Doodle do Google de 2019 mencionado acima, que é “Mulheres capacitando mulheres”.

Agora é que são ELAS

Ainda há poucas mulheres no mundo atuando nas áreas de matemática, engenharia, ciências e tecnologia. Segundo informações da ONU (Organização das Nações Unidas), somente 35% das mulheres estão matriculadas nestes cursos, e nas universidades o montante é ainda menor (28%) em tecnologia e nas engenharias (civil, de produção e industrial).

Essa desigualdade de gênero afasta as meninas das ciências e, com o objetivo de mudar essa realidade, as universidades do Brasil estão investindo em novos programas para atrair mulheres para as áreas de tecnologia e exatas.

Mais desafios

Devido às dificuldades deparadas no ambiente acadêmico, há ainda a falta de incentivo familiar. Isso, somado a outros motivos, segundo dados do PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) de 2016, resulta na desistência dos estudos de quase 80% das mulheres que ingressam em carreiras tecnológicas, logo no primeiro ano.

Diante de tantas adversidades, fica claro que é preciso expandir a participação das mulheres na tecnologia. Isso é sim, um grande desafio para as empresas, mulheres e homens. Embora algumas medidas pontuais sejam tomadas, precisamos de ainda mais iniciativas.

É necessário acender espaço para discussão deste assunto e abrir as portas para novas iniciativas adotando modelos de negócios mais inclusivos.

A tecnologia é a porta para tudo isso.

Comentários

Comentários

Faça um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.