Go to the top

Economia da Experiência não é novidade

LoFrano / Blog, Economia, Transformação Digital / 0 Comments

Desde 1998, o termo “Economia da Experiência” começou a ser relacionado à próxima economia. Já passamos pelas economias: agrária, industrial e de serviços, e este conceito veio à tona como a principal base para a gestão da experiência do cliente.

A indústria ainda não se sente segura a respeito desta economia, mas sabe o quanto ela é necessária. Afinal, atualmente é possível adquirir ou assistir a quase tudo online e a única forma de atrair as pessoas é oferecendo-lhes uma nova (e surpreendente) experiência.

Meow Wolf

Você já ouviu falar na série da HBO, Westworld? Sua história é baseada em uma odisseia obscura que fala sobre o despertar da consciência artificial e a evolução do pecado.

Essa trama ocorre em um parque de diversões onde os visitantes são convidados a interagir com androides de alta tecnologia e que simulam situações e emoções humanas. A ideia principal é de que os visitantes vivam sem limites e que todo apetite humano seja favorecido.

Intrigante pensar que essa série é tão real, não é mesmo? Em Santa Fé, Novo México, nos Estados Unidos, uma empresa de Artes e Entretenimento já vive essa história de forma real. O Meow Wolf é composto por mais de 300 funcionários e há 10 anos, cria experiências imersivas e interativas que transportam o público de todas as idades para os fantásticos reinos da história e da exploração.

Essa empresa cria novas realidades através de instalações de arte, produção de vídeo, música e conteúdo de realidade estendida. Sua primeira instalação definitiva foi denominada: House of Eternal Return e foi ganhadora do prêmio THEA (Thea Awards Themed Entertainment Association), uma das principais premiações do mundo dos parques temáticos.

Nova Era

“Na economia da experiência, dados ganham sentido”, afirma a CEO da SAP, Cristina Palmaka. Segundo ela, a nova economia faz com que novas possibilidades sejam abertas.

Economia da Experiência

E por falar em dados, saiba que eles serão essenciais para o sucesso desse novo tempo. Para isso, serão consideradas as novas plataformas que simplificam a experiência dos clientes.

A Qualtrics, por exemplo, auxilia nas ideias e torna o trabalho empresarial mais rápido e flexível. Ela ajuda a empresa entender o cliente e dá voz a ele em cada etapa do processo de desenvolvimento.

Essa plataforma combina dados operacionais de compradores, mercado e funcionários para dar uma visão global da experiência de seu cliente.

Novos tempos chegaram e com eles novas oportunidades. Sejam bem-vindos ao futuro da experiência do cliente.

Comentários

Comentários

Faça um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.