Go to the top

Economia da Experiência na indústria de viagens

LoFrano / Blog, Customer Experience, Economia, Tecnologia / 0 Comments

Entregar aos turistas que buscam por pacotes resultados de pesquisas que atendam às suas necessidades. Essa é uma das novas estratégias das empresas de viagem e turismo.

Além dos destinos, é preciso agora mostrar ao consumidor quais experiências personalizadas ele pode consumir na localidade escolhida.

O COO da Yatra.com (agência de viagens online), Sharad Dhall, explica que a tecnologia para viagens está fazendo com que a geração do milênio se afaste dos pacotes para personalizar seus planos de viagem. Segundo ele, sozinhos, os interessados podem escolher o número de dias, destinos, atividades e opções de acomodação, dentre outras ações.
No entanto, pra Dhall, não é o bastante. “Isso precisa atingir o próximo nível, onde os usuários podem experimentar coisas através da realidade virtual em zonas de experiência para então, tomar decisões”.

A solução agora, é se envolver com os novos viajantes de forma construtiva, criando um conteúdo autêntico e relevante. Para isso, é possível aproveitar os recursos oferecidos pela internet, já que as pessoas utilizam, todos os dias, seus smartphones, seja para comprar, assistir vídeos, estudar, trabalhar ou ter conversas aleatórias.

Economia da Experiência em Viagens

E essa tecnologia é excelente para o turismo! Desta forma, revisar locais e dar feedbacks sobre estrutura e atendimento fica ainda mais fácil. “Classificações e revisões dão margem a todos os envolvidos no setor de hospitalidade para melhorarem a si mesmos. Afinal, eles precisam mudar a si para atender às expectativas do viajante”, afirma Piyush Tiwari, presidente e diretor administrativo da ITDC (que em português significa: Corporação de Desenvolvimento do Turismo da Índia).

E como é possível melhorar esta experiência?

Sabemos que o conceito de experiência é muito utilizado em empresas de entretenimento e turismo, já que são esses segmentos que lidam diretamente com experiência do consumidor.

É preciso focar no marketing de marca, na preparação de planos de destinos, mostrando sempre aos clientes, novas propostas por meio de experiências, ainda que virtuais.

Viajar já é um momento em que, na maioria das vezes, as pessoas criam grandes expectativas. O desafio das empresas de turismo agora é esse: fazer com que um simples passeio se torne algo incrível e memorável, por meio de experiências autênticas. Só assim será possível obter fluxos maiores de turistas, garantindo constância e fidelidade.

Comentários

Comentários

Faça um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.