Outsourcing de TI

A área de TI exige que profissionais sejam atualizados e treinados constantemente. A preocupação em manter profissionais atualizados e com conhecimento suficiente para administrar com qualidade os recursos de TI, pode tirar energia ou foco no que realmente importa no negócio.

Com o outsourcing do departamento de TI, as empresas podem dedicar-se integralmente ao foco principal das suas atividades. A incorporação de profissionais melhor qualificados para o suporte tecnológico propicia resultados de mais qualidade aos serviços e mais disponibilidade do pessoal interno para o negócio da empresa propriamente dito.

As empresas devem procurar no fornecedor de outsourcing um parceiro de negócios, que traga uma vasta gama de conhecimento, habilidades e pontos fortes. Uma boa consultoria pode determinar o que é melhor para o cliente, um especialista em TI bem preparado tem condições de avaliar e planejar como a tecnologia vai apoiar a evolução dos negócios da empresa.

Vale a pena avaliar a performance do outsourcing com base num amplo conjunto de resultados e não limitar a avaliação apenas ao fator “redução de custos”. A incorporação do SLA – Service Level Agreement (Contratos por níveis de serviços) discrimina as garantias de qualidade, quantidade, modalidade e precisão dos diferentes serviços a serem oferecidos.

Desvantagens e Riscos

A organização de terceirização se não organizada perde o controle completo sobre todas as áreas da empresa. Se a organização termina o acordo com a entidade terceirizada, e a mesma não for uma empresa confiável e segura as informações confidenciais e sigilosas torna-se comprometidas.

Organizações que terceirizam serviços de TI correm o risco de receber o trabalho de má qualidade, a mão de obra que será contratada deve atender alguns requisitos acordados no SLA, pois é comum algumas empresas de outsourcing trocarem de funcionários constantemente.

Comentários

Comentários

Deixar um comentário