Go to the top

O que será do mundo até 2028

LoFrano / Blog, Educação, Empreendedorismo, Futuro, Startup, Tecnologia da Informação, Transformação Digital / 0 Comments

O que será do mundo até 2028? Conheça as previsões da Singularity University

A Singularity University (SU), renomada universidade do Vale do Silício, já tem uma proposta de como serão os próximos anos. Podemos até achar um exagero pensar tão lá na frente assim, mas para o doutor Peter H. Diamandis, co-fundador da Singularity University, a hora é agora!

Embora leve em seu nome o termo universidade, a SU é uma “think tank”, ou seja, a Singularity é um centro de pesquisas/uma organização que tem como foco principal a inovação e também ser incubadora de startups.

Singularidade

Antes de começar a falar sobre o futuro, vamos dar um pulo no presente! E esse presente pode ser entendido nos dois sentidos. É que em junho de 2019, após um ano de negociações, a HSM (grupo de ensino de capital aberto com mais de 100 mil alunos de graduação e pós-graduação na área de gestão) instituiu uma parceria com a SU, visando trazer a universidade para o Brasil, em São Paulo, sendo esta, a primeira parceria da Singularity na América Latina.

O que vem por aí?

O foco é a inovação, no entanto, a universidade também pretende transformar pessoas e outras organizações para que, num futuro próximo, tenham conhecimentos para encarar (e resolver) grandes dilemas globais.

O ano é…2020

Para este ano, que já bate à nossa porta, a Singularity University prevê os tão sonhados e famosos carros voadores. Segundo eles, será possível ver alguns destes veículos entrando em operação em diferentes cidades.

Além disso, a previsão é de que a Internet 5g esteja acessível para dispositivos móveis ao redor do mundo, entregando velocidades de conexão de 10 a 100 gigabytes. Resumindo? A aposta é de que seja possível enviar e receber dados de forma quase instantânea.

Na área da saúde, anote aí: a SU antecipa que os diagnósticos de 2020 sejam baseados em I.A. e que recomendações terapêuticas serão usuais em grande parte dos centros médicos americanos.

2022

Em 2022, mais novidades! Já imaginou uma impressora 3D pra chamar de sua? Agora pense nela imprimindo, não só seus trabalhos da faculdade ou arquivos do escritório, mas também imprimindo, roupas e materiais para montagem de casas e prédios. Legal né?

Sobre os carros previstos para 2020, no ano de 2022, inicialmente nos EUA (e quem sabe em alguns outros países), as pessoas poderão tirar liberação para conduzirem carros autônomos.

Os robôs domésticos que já habitam algumas (pouquíssimas devido ao valor) casas, vão se tornar comuns em lares de renda média. E poderão, fazer leitura labial, reconhecimento facial e de gestos com clareza (a robô Rosie, de Os Jetsons havia sonhado com esse momento há muito tempo!). E por falar em robôs, eles assumirão outros postos, como por exemplo, os de recepcionistas, assistentes de lojas e escritórios.

2024

As sonhadas missões pagas para Marte são lançadas. Lá do céu também poderemos observar que o número de voos de drones diários poderá chegar a 10.000.000 (100x mais do que hoje). Os drones também já terão em sua rotina, a entrega de pacotes nos telhados – que serão recebidos, é claro, por robôs de superfície, que irão pegar esses pacotes para encaminhá-los de porta em porta.

E pode esperar: provavelmente neste ano, serão fechados os primeiros contratos de energia solar e eólica de “um centavo por KwH”. Os negócios com veículos elétricos serão metade das vendas totais de automóveis e, na busca por empregos, será um requisito importantíssimo saber lidar com inteligência artificial aumentada.

2026

Voando para 2026, o cenário parece ainda mais louco de imaginar: segundo a Singularity University, neste ano, as pessoas deixam de lado a posse de carros, e aí entram os veículos autônomos, que irão dominar as estradas. As pessoas em Los Angeles, Tóquio, São Paulo e Londres, irão transitar em veículos de decolagem e aterrisagem vertical.

Também vertical será a agricultura. Esse novo formato será vital para a produção de comida na maioria das grandes megacidades.

A conexão em velocidades de 500 mbps para mais de 8 bilhões de pessoas será possível. E possível também pode ser o acesso aos tablets nas regiões mais pobres do mundo, mas isso só ocorrerá devido à troca de dados e direitos de ecommerce. E a realidade virtual se tornará onipresente. Já os filhos, para a insatisfação dos pais, estarão vivendo com a cabeça em “outro universo”.

2028

As últimas previsões para os 2020 envolvem: energia solar e eólica, que representará aproximadamente 100% do consumo mundial. Mundial também será a demanda por petróleo. Ela chegará ao seu auge, mas então, começará a decrescer.

Nossos amigos robôs, a esta altura, já serão mesmo nossos amigos, tendo relacionamentos reais com as pessoas, assessorando idosos, cuidando da higiene pessoal e preparação de alimentos. Além disso, eles também se tornarão populares para relações íntimas com humanos.

Animado ou assustado com tantas mudanças previstas? Ainda que as coisas não ocorram conforme a Singularity University (SU) previu, é inevitável pensar que a transformação digital já chegou!

Comentários

Comentários

Faça um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.