Go to the top

Mais de 70 mil pessoas participam do Web Summit 2019 em Lisboa em busca de conhecimento e troca de informações, e segundo a Forbes é considerada a “melhor conferência de tecnologia do planeta”.

O evento que ocorre anualmente desde 2016, foi realizado neste ano de 4 a 7 de novembro e reuniu pessoas de 160 países interessadas em inovação, ecossistema de tecnologia e empreendedorismo.

Web Summit 2019

Imagem: websummit.com

O clima do evento segundo participantes, era semelhante à de um festival, com equipes apresentando suas startups e pessoas fazendo networking, sem contar a estrutura que foi considerada por muitos: impressionante, pois, só o palco principal acolhia até 50 mil pessoas. Além deste, outros 23 palcos recebiam profissionais falando sobre temas como proteção de dados, finanças, sustentabilidade, saúde, veículos autônomos, marketing, IA, moda, esportes, enfim, uma infinidade de temas.

Presença feminina

Além das inúmeras novidades apresentadas, foi surpreendente saber que outras perspectivas foram alcançadas: a taxa de participação feminina, que em 2018 era de 44,5%, nesta edição voltou a crescer: 46,3% do total de participantes eram mulheres, segundo dados da organização.

Durante o evento, os participantes puderam votar e escolheram as principais oradoras da conferência de 2019 e dentre elas, podemos mencionar Katherine Maher, CEO da Wikipedia, Gillan Tans, CEO da booking.com, e Melanie Perkins, uma das CEOs mais jovens do sexo feminino, co-fundadora e CEO do Canva, uma startup de tecnologia avaliada em mais de um bilhão de dólares.

Em um cenário onde as mulheres fazem parte de uma minoria, esses dados podem ser considerados um marco na trajetória de uma indústria de tecnologia mais inclusiva e diversificada.

Startups em peso

Para os organizadores, é fato que a Web Summit gira em torno de startups e em 2019 o evento contou com o maior número de startups desde o início da conferência. Foram 2.150  nos níveis ALPHA, BETA e CRESCIMENTO, que representaram uma extensa série de indústrias, com destaque para os setores de Fintech, Comércio Eletrônico e Varejo, Publicidade, Conteúdo e Marketing, IA e Aprendizado de Máquina e Soluções de Software Corporativo.

Nesta edição, a transformação digital contou com as dez startups que mais chamaram a atenção dos investidores, segundo os organizadores, foram:

  1. FLUXO (UK – Fintech)
  2. EPICA (IA dos Estados Unidos e aprendizado de máquina)
  3. Holded (Soluções de software corporativo na Espanha)
  4. IA mais brilhante  (AI e aprendizado de máquina na Alemanha)
  5. Billon (UK – Fintech)
  6. Sharegain (UK – Fintech)
  7. Capdesk (UK – Fintech)
  8. GetTransfer.com (UK – Viagens e hospitalidade)
  9. Bitwala (Fintech – Alemanha)
  10. Soluções Ekkono (AI e aprendizado de máquina na Suécia)

Para todos os gostos

Reunir tantas pessoas com um interesse em comum não é simples. Ainda mais quando se trata de segmentos muito diferentes. No Web Summit 2019, os participantes puderam ouvir 1.206 palestrantes de áreas diversas, tais como Tony Blair e Ro Khanna, potências políticas, que debateram a respeito da necessidade de regulamentação tecnológica inteligente e ponderada no Center Stage, lendas do esporte, como os brasileiros Ronaldo, Ronaldinho, lutadores de UFC, a medalhista de ouro olímpica Jessica Ennis-Hill e jogadoras da Copa do Mundo Feminina da FIFA.

O público também pode conferir Kate Brandt do Google anunciar que a empresa fará movimentos em prol da sustentabilidade e ainda se falou sobre valores. Para Margrethe Vestage, comissária de concorrência da União Europeia, nós podemos ter novas tecnologias, mas não temos novos valores. “Dignidade, integridade, humanidade, igualdade – é a mesma coisa”, afirma Vestage.

Para quem perdeu esta edição, ou se animou para o próximo ano,  faça o pré-cadastro no site Web Summit. Em 2020 o evento está previsto para ocorrer de 2 a 5 de novembro.

 

Comentários

Comentários

Faça um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.