Go to the top

Excelsior Pass – blockchain para combater o Coronavírus

LoFrano / Blockchain, Blog, HealthTech, Inteligência Artificial / 0 Comments

Recentemente o governador de Nova York anunciou o lançamento do inovador Excelsior Pass, uma nova ferramenta para combater o coronavírus, tornando possível também, a reabertura de alguns setores da economia de forma segura.

É como se fosse um passaporte da Covid-19 baseado em blockchain, uma comprovação de que a pessoa havia sido vacinada ou se testou positivo para a doença recentemente.

Tanta inovação levantou algumas questões relacionadas à privacidade, no entanto, o governo afirma que o Excelsior Pass foi desenvolvido na plataforma da IBM, um software de serviços pré-integrados garantindo que não fosse criada uma base de dados para os registros médicos.

De acordo com o site do Excelsior, os dados pessoais inclusos na plataforma, são seguros, privados e não serão usados ​​para fins de vendas e marketing ou compartilhados com terceiros, a não ser com o único propósito de validar a vacinação COVID-19 ou resultados de testes.

Ou seja, o próprio usuário tem a capacidade de manter o controle de seus dados pessoais e compartilhá-los de uma forma confiável, já que quando o passe é escaneado, o aplicativo realiza a coleta e dá o resultado da varredura, e nenhuma informação pessoal fica armazenada.

Incentivo

Atualmente, há três vacinas da Covid-19 autorizadas para uso emergencial no Estado de Nova York, gratuitamente. Isso abriu caminhos para que o governo tivesse um diálogo aberto com a população. No site oficial, há dizeres como: “Volte para suas empresas e locais favoritos com a prova digital de sua vacinação COVID-19 ou resultados negativos do teste”.

O governo chama a população para voltar a participar de eventos esportivos, apresentações artísticas, casamentos, estádios e arenas, dentre outros, sempre apoiando a reabertura segura e rápida de Nova York.

A população utilizaria esse card, como se fosse um cartão de embarque de alguma companhia aérea, que comprovaria se a pessoa estaria vacinada ou se testaria negativo para o novo coronavírus.

Como funciona?

O usuário pode armazenar seu passe de forma digital no smartphone, através do aplicativo Excelsior Pass Wallet, disponível gratuitamente na Apple App Store e Google Play Store.

Para aqueles que preferem “papel”, também é possível imprimir o passe no site do Excelsior Pass e levá-lo na carteira. Nos dois casos ao mostrar o passe, será preciso também apresentar uma identidade com foto para mostrar o nome e a data de nascimento comprovando desta forma que o passe realmente pertence a quem está apresentando.

No entanto, vale ressaltar que ele não descarta as tradicionais medidas de segurança como o distanciamento social, higienização das mãos e coberturas faciais.

O Excelsior Pass pode não ser a solução definitiva de todos os problemas trazidos pela pandemia, mas já é parte de um longo caminho a ser trilhado.



Faça um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.