Go to the top

Impressão 3d na construção civil

LoFrano / Blog, Indústria 4.0, Tecnologias Emergentes / 0 Comments

Utilizar a impressão 3d na construção civil pode trazer diversos benefícios, além disso esse recurso pode facilitar toda a construção do imóvel.

Antes de abordar a impressão 3D no mercado de construção, é importante ter uma definição clara desse termo para que não haja espaço para mal-entendidos. A impressão 3D é um processo de criação de objetos físicos 3D, camada por camada, por meio da projeção digital do mesmo objeto.

Impressão 3d na construção civil

Imagem: Freepik

Essa impressão ocorre pelo depósito de várias camadas de um determinado material em uma base específica. Existem muitas maneiras de fazer impressão 3D, mas todas elas têm dois princípios inovadores: a capacidade de manipular objetos que ainda estão em formato digital e a capacidade de formar novas formas adicionando materiais.

Desta forma, desenvolver a impressão 3D nas construções pode trazer algumas vantagens. Ao utilizar o cliente pode encontrar casas baratas em SP, pois querem ou não essa pratica facilita na construção. Também essa pratica claramente possui um objetivo. Depois de compreender sobre o assunto, se pode prever o impacto dessa pratica no campo e em todo o mercado de construção.

A história da impressão 3d

A primeira tecnologia de impressão 3D surgiu no final da década de 1980, e sua visão era a prototipagem rápida, ou seja, um método de produção de produtos desenvolvido em escala industrial em um ritmo mais rápido. A popularidade da impressão 3D ocorreu em 2009, quando a primeira impressora 3D foi comercializada sob o conceito de cópia rápida, ou seja, a impressora podia autocopiar 70% de suas peças.

Portanto, o principal objetivo da criação de impressão 3D é simplificar o processo de execução e montagem de peças e produtos. Portanto, faz sentido estudar a aplicação das impressoras 3D no mercado de construção para redefinir a forma de execução da engenharia como a conhecemos hoje.

A tecnologia possui uma ampla gama de usabilidade, desde a criação de protótipos até a “impressão” de edifícios inteiros. A ampliação da aplicação da impressão 3D no campo da construção trará muitas vantagens, tais como:

Construção Enxuta

O uso da tecnologia de impressão 3D simplificará grande parte do processo, pois à medida que o escopo de uso se expande, toda a casa pode ser impressa em grande escala em menos tempo.

Reduzir o desperdício

Outra vantagem importante da impressão 3D é a redução de desperdício, produz menos desperdício, ou seja, seu uso promove uma construção mais sustentável.

Reduzir custos

Uma das grandes vantagens da tecnologia de impressão 3D é a economia: a construção não é apenas mais rápida, mas também mais econômica, resultando em muita aplicabilidade. A tecnologia usa menos matérias-primas e requer menos mão de obra.

Possuindo essas ventes se pode analisar que será um grande investimento que o empresário irá fazer por sua empresa. Além disso, se pode destacar no mercado, por sua diferenciação e um ótimo trabalho.

Os cenários de uso atuais de impressoras 3D em construção

Embora outras áreas apostem fortemente na impressão 3D para superar obstáculos, o mercado da construção ainda dá o primeiro passo neste novo conceito. Globalmente, a pesquisa em impressão 3D é acompanhada por pesquisas sobre o uso de materiais recicláveis ​​ou biodegradáveis ​​para a produção de casas populares, galpões em abrigos coletivos e até pavimentos asfálticos. Esses estudos já tiveram resultados óbvios.

Robert Flitsch, um engenheiro mecânico da Universidade de Harvard, desenvolveu uma impressora 3D robótica que pode preencher e reparar rachaduras em rodovias. Recentemente, a americana Apis Color desenvolveu uma impressora 3D que inclui um braço robótico que pode imprimir uma casa de 38 metros quadrados por menos de US $ 10.000 e pode ser usada por mais de meio século. Essa tecnologia está em constante evolução, e a expectativa é que, em alguns anos, já exista a possibilidade de usar impressoras 3D para a produção em massa de casas populares.

Restrições ao uso de impressoras 3D na construção

Por um capricho da contradição, o maior obstáculo ao uso da impressão 3D em arquitetura é justamente o objetivo principal de sua criação: a velocidade do processo.

Embora se tenha tido grande evolução nesta área nos últimos anos, a logística, instalação e manutenção de impressoras 3D no canteiro de obras ainda requerem estruturas de apoio, capacitação de mão de obra e principalmente pesquisas sobre seu transporte e armazenamento, o que torna seu uso efetivo inviável.

A altura do projeto também é limitada, exigindo uma equipe de apoio para instalar portas, janelas e elementos do projeto de instalação, como dutos e tubulações, pois as impressoras 3D imprimem estruturas com aberturas, mas não possuem outros componentes impressos.

Para quem busca por apto até 120 mil, por um imóvel sustentável, por uma boa construção e uma bela estrutura de arquitetura, procurar por imóveis que utilizaram a impressão 3D será o ideal. Como já mencionado, essa pratica favorece em diversos setores, porem o empresário deve analisar seus custos e apostar nesse tipo de tecnologia.



Faça um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.