Go to the top

5G Não diga que é apenas velocidade

LoFrano / Blog, Internet of Things, Tecnologias Emergentes, Transformação Digital / 0 Comments

A chegada da tecnologia 5G promete modificar o futuro de trilhões de equipamentos que estarão constantemente conectados e diante disso, downloads mais rápidos se tornam apenas um detalhe perto do que a rede englobará.

Com o 5G chegará também um novo sistema, que promete reduzir o consumo de bateria do dispositivo final em até 90%, se comparado com o 4G. Isso vale, principalmente, para aparelhos de IoT (Internet das Coisas), sejam eles drones, carros autônomos ou simplesmente sensores utilizados para agricultura ou em alarmes utilizados em casas e empresas e outros.

Revolução Tecnológica

O mundo está prestes a viver uma revolução tecnológica causada pela tecnologia 5G. Foi isso o que constatou uma pesquisa encomendada pela Huawei e realizada pela Global Industry Vision (GIV). Os dados mostram um crescimento do mercado 5G no mundo e preveem que a nova geração de redes móveis cobrirá, aproximadamente, 60% do planeta, tornando a internet ainda mais rápida e cheia de possibilidades.

Outras mudanças serão motivadas pela chegada da cobertura 5G e elas incluem áreas como pesquisa, economia simbiótica, cooperação máquina-humano e robótica, dentre outras.

Um passo à frente

De acordo com a Fortune, revista americana sobre negócios, a China se antecipou e deve disponibilizar redes 5G às massas mais cedo do que o previsto, ficando à frente dos Estados Unidos nessa disputa pelo maior mercado 5G do mundo.

As autoridades chinesas anunciaram recentemente, durante uma conferência de tecnologia em Pequim, que os três maiores fornecedores de telecomunicações da China vão lançar em novembro, os serviços comerciais de 5G, dois meses antes do planejado.

Com isso, o inovador serviço de internet móvel será disponibilizado inicialmente nas principais cidades, tais como Xangai, Pequim, Hangzhou e Guangzhou. E antes mesmo que 2020 chegue, o objetivo dos chineses é de que o 5G esteja em mais de 50 municípios.

Vale lembrar que, apesar do lançamento, a China não é o primeiro país a lançar a tecnologia 5G para os consumidores. Há mais de 40 países ao redor no mundo (o que inclui algumas cidades dos EUA também!) que já utilizam alguma versão da tecnologia móvel. A diferença é que, desta vez, a China se destaca por realizar a implantação dessa tecnologia em grande escala.

E no Brasil?

De acordo com o estudo “Temas em Regulamentação das Telecomunicações do Brasil”, publicado pela 5G Americas, em breve, brasileiros poderão contar com a nova tecnologia.

Conforme o documento, o mercado móvel no País apresenta grande introdução de serviços móveis. Isso, aliado às estratégias de espectro que atenda às necessidades reais do brasileiro, favorecerá a implementação. A pesquisa prevê ainda, que até 2023 o mercado no Brasil deva alcançar 230,6 milhões de linhas móveis.

No entanto, considerando acesso em todos os locais do mundo, essa novidade ainda levará um tempo, já que a tecnologia em questão está em fase inicial de lançamento. A estimativa é que o 5G seja incorporado no dia a dia das pessoas dentro de três anos.

E por falar em público, nos próximos anos, a previsão é de que 6,2 bilhões de pessoas tenham acesso à internet. Se tem algo que cheira transformação digital, é essa tecnologia.

Faça um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.